Depois da grande saia-justa e imenso descontentamento por parte da comunidade gamer por conta das declarações do presidente da ACI Games, eis que a empresa emitiu uma carta-aberta na tentativa de explicar o que, na visão deles, foi um mal entendimento do caso.

// Para entender o caso, leia o post: A farsa do Jogo Justo

Antes de chegar no texto da carta, gostaria de pontuar algumas coisas para evitar que eu seja mal interpretado:

1) Não tenho nada contra a pessoa do Moacyr, até porque nem o conheço. A publicação feita aqui, em relação a farsa do Jogo Justo, se deu por conta de uma declaração dele mesmo.

2) A carta-aberta contradiz o que o próprio Moacyr disse ao programa Checkpoint. E agora?

3) Como disse no ponto 1, não tenho nada contra o Moacyr, então essa de colocar na carta uma alfinetada a todos os que publicaram sua pisada na bola em relação ao caso Steam e dizer que nós, os veículos, estamos com a intenção de difamar a ele ou a ACI GAMES… peraí, né?

Como bem levantou o pessoal da Kotaku

4) Existe ou não um plano de “nacionalizar” o Steam?

5) A tal reunião com a Valve, ocorreu?

Enfim, eis a carta publicada no site oficial da ACI Games à imprensa, associados e consumidores…

=====

CARTA ABERTA A IMPRENSA, ASSOCIADOS E CONSUMIDORES

SÃO PAULO, 25 DE ABRIL DE 2012.

A ACIGAMES (Associação Comercial, Industrial e Cultural de Games), na figura do seu presidente Moacyr Alves Junior vem manifestar-se publicamente a respeito da polêmica criada sobre sua participação no programa Checkpoint no dia 29 de março de 2012 e também a entrevista concedida a edição de número 33 da Revista Arkade do mesmo mês.

A associação e nenhum de seus membros, associados e parceiros, incluindo o presidente, possui a intenção ou sequer poderes para impor e/ou defender novas taxas ou alíquotas sobre qualquer tipo de produto ou serviço relacionado ao mercado de games nacional perante ao Governo Federal, podendo apenas agir como conselheira, através de estudos, sempre em benefício do nosso mercado e consumidores.

Em nenhum momento durante a entrevista, ficou explícita a intenção ou necessidade de que fosse aplicadas tributações ou penalidades a empresa citada ou ao modelo de negócio, mas sim criar formas de regulamentar a maneira como as mídias digitais são classificadas e distribuídas no Brasil por empresas estrangeiras, afim de criar uma competição saudável promovendo oportunidades para todos, inclusive para a entrada oficial destas empresas em nosso mercado, de acordo o objetivo inicial da criação da ACIGAMES, que é promover a legalidade, classificação, distribuição e desenvolvimento, tendo em vista o crescimento e profissionalização do mercado nacional.

Ressaltamos ainda que todas as ações e projetos da ACIGAMES em prol do mercado brasileiro seguem moldes e exemplos de outras associações que lutam pelo mercado em qual atuam, valorizando seus associados, parceiros e principalmente consumidores.

Mais uma vez reforçamos que a ACIGAMES não tem poder e intenções políticas. Apenas interesse em mostrar ao governo as oportunidades e benefícios que este mercado pode oferecer, sempre vislumbrando o crescimento do mercado, a geração de empregos e a visibilidade dos talentos brasileiros.

A ACIGAMES em nenhum momento foi procurada por estes veículos que tentam difamar o nome da associação e suas ações, para pedir explicações ou mesmo conceder o direito de resposta, impondo suas próprias opiniões, que não refletem a atual realidade.

Moacyr Avelino Alves Junior
Presidente

=====

Como alguns pontos não foram esclarecidos por esta carta-aberta, entrei em contato com o pessoal da ACI Games e logo que tiver um retorno deles, faço uma nova postagem sobre esse assunto.

Em meio a contradições e “esclarecimentos” qual sua opinião sobre esse caso?

Comentários

Atenção! Todos os comentários são sujeitos à moderação, pois não queremos passar aos leitores comentários que não condizem com o que estamos comentando, como exemplo: xingamentos, vírus e outras informações com sentido parecido. Lembrando que aceitamos a sua opinião e críticas são bem aceitas quando possui coerência com o que estamos falando. Deixe seu comentário e entre na conversa.

Nome

E-mail

Site

Comentário

Tema criado por Joares Miranda

utilizando wordpress